segunda-feira, 21 de julho de 2014

   

Eternamente Rubem Alves


      “A vida é tão boa! Não quero ir embora...” Em uma de suas frases Rubem Alves expressou o quão grande era seu desejo de continuar levando por onde passava sua alegria de viver, e se encantar com o desconhecido.
Um ícone da educação brasileira, um exemplo a ser seguido e germinado. Como já dizia Rubem Alves, a pior parte da morte para os que ficam é a dor do consolo, e que nada vai mudar a dor que alguém sente ao perder uma pessoa querida, com minúcias palavras... Basta dizer, estou aqui e contigo!

   Sempre lembrado, pelas frases marcantes, sua forma de ver a vida e nos fazer perceber o mundo, Rubem Alves, se tornou um ícone de expressão para nós educadores, permitindo-nos, entender que a vida vai além do que conhecemos, e precisamos deixar escapar a curiosidade sobre o que já parece entendido. 

quarta-feira, 18 de junho de 2014

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Atividades para desenvolver a coordenação motora





Coordenação motora é a capacidade de usar de forma mais eficiente os músculos esqueléticos (grandes músculos), resultando em uma ação global mais eficiente, plástica e econômica. Este tipo de coordenação permite a criança ou adulto dominar o corpo no espaço, controlando os movimentos mais rudes. Podemos perceber uma boa coordenação motora verificando a agilidade,velocidade e a energia que se demonstra.
Ex.: andar, pular, rastejar, escrever, rolar, etc.

As consequências de quem não desenvolve a coordenação motora são principalmente a noção espacial prejudicada, lateralidade precária e o tempo de reação defasado.
“Crianças que apresentam sintomas de transtorno do desenvolvimento da coordenação (''TDC'') aos sete anos de idade podem correr maior risco de sofrer depressão e outros problemas de saúde mental a partir dos dez anos”. Essa é a conclusão de um estudo desenvolvido da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha. “Crianças com ''TDC'' têm problemas de habilidade motora e encontram dificuldades em realizar atividades do cotidiano, como amarrar o cadarço, andar de bicicleta, escrever e praticar esportes”. (Fonte: Revista Mente e Cérebro).


Materiais: bandeja de isopor, linha de crochê e "agulha"(pode ser feita com clips ou outro material maleável)



Materiais: garrafas pet e pratinhos de plástico


Materiais: garrafas pet, tampinhas e palitos de churrascos coloridos



Materiais: canudos picados e linha grossa ou cadarços


Materiais: papelão, papel colorido e pregadores


Materiais: garrafas pet e pratinhos de plástico

Materiais: pote de tempero com furos e canudos coloridos

Materiais: papelão, bico de garrafas ou caixas de suco e tampinhas (o aluno deve rosquear os números)

Materiais: cesto vazado e canudos

Materiais: caixa de papelão e cadarços

Materiais: caixa de papelão ou madeira, areia e moldes de papel

Lembrando que também podemos agregar outros conteúdos a estas atividades como cores, formas geométricas, letras, cálculos, etc.